Inocêncio revela que PFL não terá candidato e pode apoiar Lula no 2º turno

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de abril de 2002 as 16:21, por: cdb

O líder do Partido da Frente Liberal (PFL) na Câmara dos Deputados, Inocêncio Oliveira, revelou nesta terça-feira estar claro que o partido não terá um candidato à Presidência da República e nem se coligará com alguma legenda no primeiro turno. Inocêncio explicou que essa conclusão é resultado de consultas que vêm sendo feitas à bancada do PFL na Câmara.

Segundo Inocêncio, o PFL, de direita, “está mais para apoiar o candidato Luiz Inácio Lula da Silva”, do Partido dos Trabalhadores (PT), de esquerda, do que o candidato do governo, José Serra, do partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), em uma possível decisão no segundo turno. “O PFL considera Serra impopular”, concluiu Inocêncio.

O deputado salientou, ainda, que, com a verticalização das coligações, o partido entendeu que, se não participar diretamente do pleito eleitoral em primeiro turno, poderá fazer boas alianças nos estados e eleger a maior bancada de deputados e senadores. Entretanto, Inocêncio acrescentou que o PFL votará no Congresso pelo decreto legislativo que pretende revogar a resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre as coligações, para marcar posição e mostrar que não ficou satisfeito com a decisão tomada pelo Judiciário a cinco meses do pleito.