Indústria volta a contratar em nível recorde

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010 as 11:54, por: cdb

O emprego na indústria cresceu 1,7% em dezembro do ano passado, comparado a novembro. Foi a maior taxa de expansão mensal desde o início da série histórica, em 2003. Na média do ano, porém, houve baixa de 3,1% na comparação com 2008. A massa salarial teve redução de 1,5% na média do ano, quando comparada à de 2008. Os dados Constam dos Indicadores Industriais de dezembro, divulgados nesta quarta-feira, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Para a entidade, a atividade industrial continua em processo de reaquecimento. No mês de dezembro, o faturamento real do setor cresceu 3,5% em relação a novembro, o que representou 0,2% a mais do que o nível atingido antes da crise financeira internacional, que chegou ao país no final de 2008. Na média de 2009, porém, o faturamento ainda registrou baixa de 4,3% em relação a 2008.

Com exceção das horas trabalhadas, que registrou uma leve baixa de 0,4% depois de três meses seguidos de expansão, todos os demais indicadores mantiveram crescimento. A indústria operou, em média, com 81,7% da capacidade instalada, o que representa aumento de 0,4 ponto percentual na comparação com novembro de 2009. Segundo a CNI, o uso da capacidade instalada não superou ainda os níveis pré-crise, apesar de estar crescendo gradualmente. Na média de 2009, houve baixa de 2,8 ponto percentual, na comparação com 2008.