Indústria fonográfica dá alerta a quem faz download de músicas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 30 de abril de 2003 as 10:17, por: cdb

A indústria fonográfica abriu uma nova frente de batalha em sua luta contra a pirataria na Internet ao surpreender milhares de internautas na terça-feira com uma mensagem instantânea alertando que eles podem ser “facilmente” identificados e que podem enfrentar “penalidades legais”.

Cerca de 200 mil usuários das redes de troca de arquivos Kazaa e Grokster receberam o alerta na terça-feira e pelo menos um milhão receberá a mensagem dentro de uma semana, disseram representantes da indústria.

Os alertas sobre infrações de direitos autorais, enviados pela Associação da Indústria Fonográfica da América (Riaa, na sigla em inglês), estavam escritos em inglês e afirmavam:

– Parece que você está oferecendo música protegida por direitos autorais para outros a partir de seu computador. Quando você infringe a lei, você se arrisca a enfrentar penalidades legais. Há uma maneira simples de evitar este risco: NÃO ROUBE MÚSICA, tanto oferecendo a outros para cópia ou fazendo download de um sistema como este. Quando você oferece música nestes sistemas, você não está anônimo e pode ser identificado facilmente – afirmava o texto.

A campanha direta contra os usuários de downloads de música surge quatro dias após as gravadoras terem perdido um processo no qual pediam o fechamento dos serviços de troca de arquivos.

– Esperamos mandar pelo menos 1 milhão de mensagens ou mais por semana porque estes usuários estão distribuindo música pelo Kazaa ou Grokster – disse Cary Sherman, presidente da Riaa.

Sherman descreveu a medida como um esforço educacional para informar aos usuários que oferecer música protegida por direitos autorais é um ato ilegal e que podem enfrentar consequências jurídicas por isso.