Índios ocupam Funai e conseguem afastamento do administrador regional do Paraná

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de novembro de 2003 as 10:16, por: cdb

A ocupação da sede da Fundação Nacional do Índio (Funai) durante dois dias, nesta capital, por um grupo de índios de cinco etnias do Paraná e Santa Catarina, resultou no afastamento do administrador regional, Getúlio Gomes da Silva, e seu adjunto, Brasílio Proprá.

Os dois foram afastados do cargo para que o órgão possa investigar irregularidades em suas gestões denuncidas pelos índios, inclusive a de que eles nunca compareceram a uma aldeia sequer dos dois Estados. Os índios xocleng, guaranis, kaingangues, tupi-guaranis e xucuru-kariris reclamam de maus-tratos e dizem que estavam sendo discriminados pelo administrador.

Mesmo com o afastamento dos dois funcionários os índios decidiram permanecer na sede da Funai e afirmam que só vão liberar o prédio depois que o Ministério da Justiça entregar um documento garantindo o cumprimento do regimento interno da fundação.

Com a ocupacão, que completa hoje três dias, não há expediente na Funai .