Indice de desemprego interdita trecho Inglaterra- Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de novembro de 2003 as 10:32, por: cdb

Quem está em Londres e está querendo ir para o Brasil está com um grande problema. Não há passagens. Não há tickets (como eles chamam aqui) em companhia aérea alguma.


O que esta acontecendo? A resposta pode ser dada nos índices de desemprego que atingiram as grandes cidades do Brasil. Os cálculos apontam que existem só em Londres, mais de 200 mil brasileiros. Quantos ilegais e quantos legais, isso e impossível dizer, nem o Homme Office (órgão que controla a imigração na Inglaterra) tem idéia.


Como o brasileiro faz questão de passar o Natal e Ano Novo com amigos e familiares (diferente das outras nacionalidades como pude apurar aqui), as passagens acabaram.  E lógico que não estamos falando das passagens de primeira-classe.


Na semana passada fui até a British Airways tentar marcar a minha volta, com o mesmo objetivo dos meus conterrâneos, e nada. Segundo a empresa, desde o dia 05 de novembro até 31 de janeiro, não há tickets. Quando questionei quanto eu teria que pagar se quisesse ir na primeira-classe, ouvi que meras 2 mil libras resolveria o meu problema. Ok, ok, pela “ninharia” de 10 mil reais é possível sair de Londres e ir para o Brasil.


Só que a maioria dos brasileiros que aqui estão, estão apenas para trabalhar, trabalhar e trabalhar. Quase todos vivem nos subúrbios, comem da comida mais barata que há no mercado, não saem  ( já conheci um que, em um ano não foi até o Big Ben) para se divertir e tem como único pensamento mandar o dinheiro de doze horas de trabalho diário para o Brasil. Enfim, apenas estão aqui, mas vivem no Brasil. E como conseguir emprego e “fazer” dinheiro na Inglaterra virou um bom negocio, é lógico que a maioria que
ainda não completou o seu pé de meia ou outros que estão na difícil classe de
desempregados no Brasil, querem voltar ou vir para cá. Lógico, também, que
depois das festas de fim de ano, portanto, também não há passagens nas companhias para vir para cá antes de 24 de janeiro.


Isso é uma prova que não só dinheiro movimenta os mercados e influencia nos ganhos das companhias aéreas. Dinheiro faz dinheiro, mas como se vê, falta de dinheiro também. Que o diga os desempregados do nosso Brasil varonil.