Iluminação artística da Usina será inaugurada nesta quarta-feira

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 4 de abril de 2012 as 09:16, por: cdb

04/04/2012 12:05:05

Será inaugurada nesta quarta-feira, 4, às 19h30, a nova iluminação artística do Centro Cultural Usina do Gasômetro. O prefeito José Fortunati e os secretários de Obras e Viação, Cássio Trogildo, e da Cultura, Sergius Gonzaga, entregam a obra à comunidade.

Com investimento de R$ 1,1 milhão, esta é a primeira obra de iluminação de destaque e embelezamento projetada pela Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov), que deverá contemplar outros prédios, monumentos e locais turísticos da cidade, em parceria com a Secretaria Municipal da Cultura (SMC). A empresa Montebras Montagens Elétricas Ltda. executou a instalação de projetores com potência de 28 a 2.000W e de luminárias em 29 postes novos de três e cinco metros de altura. São 459 novos pontos de iluminação de destaque.

O titular da Smov explica que a ação foi idealizada para valorizar o patrimônio cultural e turístico da Capital, dentro do projeto Porto Alegre + Luz, que está renovando toda a iluminação pública da cidade. “Além de preparar a cidade com obras estruturais para receber a Copa 2014, a prefeitura trabalha no destaque e restauração da beleza e do valor histórico de prédios e monumentos importantes para contar a história e atrair o turismo de Porto Alegre. Com mais iluminação, teremos mais segurança e mais beleza nos principais locais de visitação popular”, destaca Cássio Trogildo.

A Usina –  Um dos prédios mais emblemáticos da cidade, a Usina do Gasômetro tem 11.300 metros quadrados e recebe cerca de 1 milhão de visitantes a cada ano, o maior polo cultural da cidade. Em 1974, a Usina deixou de funcionar, permanecendo abandonada por 12 anos. O prédio em concreto armado, de linhas neoclássicas, foi tombado como Patrimônio Histórico e Cultural do município em 1982, e do Estado, no ano seguinte. 

Leia mais
Concluída a renovação total do Parque de Iluminação Pública

 

/usina

Texto de: Adriana Correa
Edição de: Álvaro Luiz Oliveira Teixeira
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.