Igreja argentina nega qualquer ligação com ditadura militar

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 1 de setembro de 2003 as 21:18, por: cdb

A Conferência Episcopal da Argentina negou em comunicado nesta segunda-feira qualquer ligação com as atividades de tortura de dissidentes durante a ditadura militar que governou o país de 1976 a 1983, desmentindo as afirmações de um repressor à imprensa argentina, que comentou que os religiosos avaliaram o uso da violência.

– É absolutamente falso e inaceitável relacionar a Igreja a esse tipo de crime que sempre condenamos com toda clareza e energia – afirmou o comunicado divulgado pelos principais jornais da Argentina.