Iêmen: Khaled Bahah espera que aliança árabe não envie tropas terrestres

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 16 de abril de 2015 as 10:53, por: cdb
Vice-presidente do Iêmen, Khaled Bahah
Vice-presidente do Iêmen, Khaled Bahah

O vice-presidente do Iêmen, Khaled Bahah, disse nesta quinta-feira esperar que a aliança árabe liderada pela Arábia Saudita que enfrenta rebeldes houthis, aliados do Irã, no Iêmen não envie tropas terrestres.

Exercícios militares árabes planejados pela Arábia Saudita aumentaram a especulação de que a aliança, que realiza bombardeios aéreos contra os houthis há três semanas, estaria considerando operações em terra.

– Ainda esperamos que não haja uma campanha terrestre alinhada com ataques aéreos – disse Bahah em entrevista coletiva em Riad, capital saudita.

Bahah pediu para as Forças Armadas ajudarem o governo “legítimo” do Iêmen em exílio e disse que um acordo de cessar-fogo deve ser feito antes de qualquer iniciativa de paz.

– Neste momento histórico, mandamos nosso pedido para todos os filhos das Forças Armadas e de segurança para agirem em nome do Estado legítimo – disse.

Unidades do Exército leais ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh se juntaram aos rebeldes houthis contra apoiadores do governo, forçando-os a fugir.

Bahah disse que nenhuma iniciativa de paz seria considerada até o presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi e seu governo voltarem para a cidade de Áden, onde possui maior apoio.