Homem acusado de matar 25 rapazes é preso na China

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 17 de novembro de 2003 as 03:28, por: cdb

A polícia chinesa deteve um homem acusado de ter matado 25 rapazes, em um período de dois anos, na província de Henan, no centro do país, informou, nesta segunda-feira, a agência de notícias local Xinhua.

Huang Yong, de 29 anos, escolhia suas vítimas, todas elas estudantes de segundo grau entre 14 e 16 anos, em cibercafés ou salões de jogos, e os convencia a ir até sua casa com a falsa promessa de oferecer trabalho.

Uma vez em sua residência, localizada em uma região afastada e deserta do povoado de Dahuangzhuang, pertencente ao distrito de Pingyu, Yong torturava os garotos, amarrava-os, estrangulando-os, e os enterrava completamente nus no terreno de sua casa, de acordo com a versão policial.

Huang foi detido depois que Zhang Liang, de 16 anos, que seria a 26ª vítima, conseguiu escapar e informou à polícia.

Zhang contou que, após três dias de torturas e várias tentativas de estrangulamento, pediu clemência ao assassino, depois de lhe garantir que estava disposto a ‘adotá-lo’ como pai e servir-lhe para o resto de sua vida. Por razões desconhecidas, Huang decidiu soltar o rapaz e lhe deu 2 iuanes (cerca de 0,24 centavos de dólar) para que pegasse um ônibus de volta para casa.

Na última quarta-feira, a polícia revistou a residência de Huang e encontrou os restos mortais de pelo menos 18 meninos, alguns dos quais estavam desaparecidos há mais de dois anos. Agora, será necessário realizar testes de DNA para conseguir identificar os corpos das vítimas.

O ‘serial killer’ admitiu para a polícia a autoria de 25 mortes, mas não confirmou se abusou sexualmente dos rapazes, nem disse onde se encontram os sete cadáveres restantes.

Segundo a fonte, Huang passou a sofrer de ‘instabilidade mental’, depois que, há alguns anos, as autoridades locais lhe aplicaram uma pesada multa por viver com sua namorada sem a certidão de casamento, fato do qual ela teria se aproveitado para abandoná-lo.

Este é o segundo caso de assassino em série anunciado esta semana pelas autoridades chinesas, que no último, divulgou a prisão, em 3 de novembro, de um homem acusado da morte de 65 pessoas na província de Hebei (nordeste do país).

De acordo com a legislação chinesa em vigor, ambos os criminosos enfrentarão a pena de morte.