Hoje começa a circular no Rio o vespertino do Correio do Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 13 de abril de 2003 as 23:49, por: cdb

O Rio de Janeiro resgata a tradição dos jornais vespertinos com a chegada do diário Correio do Brasil – Hoje, mini-tablóide que começou a circular nesta segunda-feira, 14 de abril. Projeto da Thompson e Souza, empresa do jornalista Gilberto de Souza, o Hoje é a primeira versão impressa do jornal virtual Correio do Brasil (www.correiodobrasil.com.br), que já existe há mais de três anos. “A idéia é resgatar uma antiga tradição do Rio, que é a das pessoas utilizarem o tempo gasto na volta para casa se informando sobre o aconteceu no decorrer do dia, prática que foi alterada pelos telejornais noturnos”, explica Gilberto.

O Hoje vai aproveitar a estrutura de produção do Correio do Brasil que, por ser um jornal na Internet, é atualizado durante todo o dia, e estará disponível nas bancas da Tijuca, Centro e Zona Sul à partir das 16 horas. Os exemplares também poderão ser encontrados no terminal rodoviário Menezes Cortes, Aeroporto Santos Dummond e hotéis da orla. Segundo Gilberto de Souza o jornal começa com tiragem de 10 mil exemplares e a expectativa é de que em poucos meses, com um crescimento gradativo, atinja todo o Grande Rio, com cerca de 60 mil exemplares.

Para garantir a expansão do vespertino a estratégia da Thompson e Souza é utilizar, além das bancas, vendedores móveis, que através de acordo com uma ONG, serão credenciados para o trabalho.

– As despesas do Hoje são cobertas pela publicidade e, neste momento inicial, os recursos apurados com a venda do jornal, que custa R$ 0,25 o exemplar, são revertidos para o próprio sistema de distribuição o que permite, em curto espaço de tempo, a ampliação do número de pontos de venda e, consequentemente, o número de leitores do diário – revela Gilberto.

Na linha editorial o noticiário nacional e internacional e os assuntos mais relevantes a cidade serão privilegiados. O jornal Correio do Brasil – Hoje terá as editorias Política, Economia, Esportes, Metrópoles, Nacional, Internacional, Opinião e Mulher, abastecidas com matérias próprias e informações do diário francês Libération e agências de notícia.

Na redação a equipe é formada pelos editores Pablo Christhian e José A. Monteiro, pelos repórteres Ana Paula e Leonardo Santos e os correspondentes Denise Martins, de Londres, e Rui Martins, de Berna. Os jornalistas Aziz Ahmed, Sônia Regina S. Gomes, Marcelo Bernstein são alguns dos colunistas e o ilustrador Aliedo colabora com suas charges. O jornal conta ainda com a rede de correspondentes da ONG Repórteres Sem Fronteiras, organização não-governamental com sede em Paris, que dispõe de um correspondente em cada país do mundo.