Hemorio comemora Dia Nacional do Doador

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de novembro de 2015 as 15:23, por: cdb

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

Em parceria com o Instituto Masan e a Secretaria Municipal de Saúde, o Hemorio fez nesta quarta, quinta e sexta-feia, coleta de sangue móvel na Cinelândia, área central da cidade. Os trabalhos começaram às 9h desta quarta-feira e foram até as 17h. Nesta quinta o horário será o mesmo. Na sexta-feira, a coleta vai das 8h às 16h. A iniciativa é parte da programação da Semana Nacional do Doador de Sangue.

A expectativa do Hemorio é que cerca de 1,5 mil pessoas doem sangue nessa ação. O objetivo é coletar bolsas de sangue que serão distribuídas em cerca de 200 unidades de saúde de todo o Estado.

A expectativa do Hemorio é que cerca de 1,5 mil pessoas doem sangue nessa ação
A expectativa do Hemorio é que cerca de 1,5 mil pessoas doem sangue nessa ação

Para entreter as pessoas que estiverem na fila aguardando a hora da doação, o Instituto Masan programou uma série de atividades, entre as quais o oferecimento de orientações por nutricionistas  sobre o volume ideal de fibras que devem ser consumidas e de uma oficina de jardinagem dada por jovens do projeto social do Jardim Botânico, que ensinarão técnicas de plantio de plantas diversas.

Segundo o coordenador de Comunicação do Hemorio, Marcos Araújo, o objetivo da campanha é aproximar a população do tema, já que o índice de doadores é muito baixo no Rio de Janeiro. “Temos menos de 2% de doadores. É um número muito baixo – o necessário seria, no mínimo, um índice entre 3% e 5%. E, para isso mudar, são necessárias campanhas como essa para que a população sinta a importância de doar [sangue] e salvar vidas”, afirmou.

Araújo disse que dezembro é um mês difícil em termos de doação de sangue e que, por isso, é necessário um grande número de campanhas como a desta semana. “Em dezembro, o número de doações cai bastante, talvez por ser período de férias e por causa das festas e viagens. Por isso, já estamos planejando mais campanhas. Uma delas já está marcada para o mês de janeiro, visando ao carnaval. Sem mencionar que, no ano que vem, teremos os Jogos Olímpicos, que trarão uma demanda e uma atenção bem maiores.”

Uma das doadoras, a professora Ana Lúcia Oliveira da Silva, de 47 anos, destacou a importância dessa ação, lembrando que, em sua própria família, a doação de sangue salvou vidas. “Não dá para dimensionar em palavras o que uma atitude como essa pode mudar na vida de uma pessoa. Na minha própria família, e até com amigos, eu já vi a importância de termos estocadas bolsas de sangue para socorrer quem precisa. Todos deviam fazer isso, afinal, é uma ação que valoriza a vida.”

Para marcar a Semana Nacional do Doador de Sangue, oito monumentos do Rio serão iluminados de vermelho das 19h desta quarta-feira às 6h de amanhã. A iniciativa é uma parceria do Viva Rio com a Rio Luz. Entre os locais escolhidos, estão os Arcos da Lapa, o prédio da Câmara dos Vereadores, a Ponte Estaiada e o Parque de Madureira, onde estão localizados os Arcos Olímpicos.

A maior parte dos doadores do Hemorio é de homens (67%), com idade entre 18 e 29 anos (36%), moradores das zonas norte e oeste da cidade. Para doar sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto. Jovens com 16 e 17 anos só podem doar sangue com autorização dos pais ou responsáveis legais. O modelo da autorização pode ser obtido no site do Hemorio. Não é necessário estar em jejum. O doador deve apenas evitar alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a coleta de sangue.

Também de hoje até sexta-feira, o Grupo Pela Vidda-RJ promove um encontro nacional para intercâmbio de informações sobre cuidados na assistência e atenção à saúde de pessoas que vivem com HIV e aids no Sistema Único de Saúde (SUS). O encontro SUSAids VIDDA, Valorização, Integração e Dignidade do Doente de Aids está sendo realizado no centro do Rio, com a presença de cerca de 150 representantes de todas as regiões do país. Na sexta-feira, o grupo fará ato público, ao meio-dia, nos Arcos da Lapa, em defesa do SUS e da manutenção da política de controle da aids com equidade, integralidade e responsabilidade.

 

Comments are closed.