Heloísa Helena não tem certeza se vai concorrer a prefeitura de Maceió

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 19 de maio de 2003 as 18:45, por: cdb

A senadora Heloísa Helena (PT-AL) disse que ainda não decidiu se vai concorrer à prefeitura de Maceió em 2004, mas não aceita negociar a candidatura abrandando suas críticas ao projeto de reforma da Previdência do governo.

– Não negocio minhas convicções e ninguém me propõe isso porque eu o chamaria de canalha na mesma hora -, garantiu a senadora durante visita a 11ª Bienal do Livro.

– Se trocasse minhas convicções por uma legenda estaria me equiparando às pessoas que sempre combati.

Ela não admite discutir outra legenda, na hipótese de ser expulsa do PT por não concordar com pontos das reformas encaminhadas pelo governo ao Congresso.

– Não tenho dupla filiação e, falar sobre essa possibilidade é admitir a hipótese de expulsão, que não existe – disse.

A senadora afirmou que não votará contra a proposta do governo para a reforma da Previdência porque tem certeza de que será mudada até sua chegada ao Senado, em meados de outubro desse ano. “Há muita gente, de vários partidos, contra”, disse ela, logo após distribuir cópias da legislação brasileira (Constituição, Estatudo da Criança e do Adolescente, Lei das Diretrizes e Bases) em braille.

– Não vou dizer quantos deputados e senadores são porque não quero que saiam por aí rastreando quem pensa comigo.

Segundo a senadora, pelo menos três pontos são inaceitáveis, a idade mínima, que obrigará pessoas prestes a se aposentar a trabalhar mais oito a dez anos, a taxação de inativos, e a previdência complementar privada, que transfere para o mercado a poupança que caberia ao governo fazer.

A senadora disse também não acreditar em expulsão, já que não há no estatuto do PT nada que impeça um militante ou parlamentar manifestar sua opinião.

– Isso é garantido na Constituição Federal e no estatuto do partido. Para me expulsarem terão que rasgar o estatuto. Vou na reunião da comissão de ética, no dia 18 tranquila, mas sem trair minhas convicções – comentou ela.