Habeas corpus de Arruda deve ser julgado em 20 ou 30 dias

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 13 de fevereiro de 2010 as 13:25, por: cdb

Os advogados do governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (ex-DEM, atualmente sem partido), estão nesse momento na Superindência da Polícia Federal, onde Arruda está preso desde quinta-feira.

O advogado José Gerardo Grossi confirmou que o Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar o mérito do pedido de habeas corpus em favor do governador em 20 ou 30 dias.

O ministro do STF, Marco Aurélio Mello, negou o habeas corpus em caráter liminar, mas o mérito ainda será submetido ao plenário do Supremo. Marco Aurélio remeteu sua decisão à Procuradoria-Geral da República e até que esta se manifeste o STF não pode concluir a análise do pedido.

– É um trâmite normal – disse Grossi.

Ele acrescentou que não conversou com o governador Arruda depois que sua prisão foi mantida pelo ministro Marco Aurélio Mello.