H1N1: Paraná registra mais de 16 mil casos e 256 mortes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de outubro de 2009 as 09:35, por: cdb

O Paraná tem 16.765 casos de influenza A (H1N1) – gripe suína –, segundo o último boletim da Secretaria da Saúde. Além disso, 256 pessoas tiveram complicações e morreram e mais 4.548 casos deram negativo. Os óbitos ocorreram entre 14 de julho e 28 de setembro. Distribuídos por sexo e faixa etária, 57% eram mulheres e 43% homens.

De acordo com dados do boletim, 59,8% das mortes ocorreram em pessoas que tinham entre 20 e 49 anos, 21,1% entre 50 e 59 anos e 9,4% entre 5 e 19 anos. Curitiba e região apresentam o maior número de casos confirmados (5.888), Pato Branco (1.685), Cascavel (1.656), Cornélio Procópio (1.448), e Francisco Beltrão (1.360). Em Curitiba e região, também está o maior número de óbitos (82), Cascavel (20), Maringá (19), Foz do Iguaçu (18).

Desde este último final de semana, está desativada em Curitiba a central de informação instalada pela Secretaria Municipal da Saúde, no mês de agosto, para acompanhar os pacientes em internamento domiciliar. A partir de agora, pessoas com diagnóstico da nova gripe serão monitoradas por técnicos dos distritos sanitários.

Dos 7.368 pacientes acompanhados pelo call center até 22 de setembro, 81,3% haviam melhorado na época do primeiro contato, enquanto 15,8% permaneciam em estado inalterado e apenas 2,9% registravam piora e foram imediatamente reavaliados. Levantamento da secretaria mostra que até 28 de setembro, 9.268 dos 10.894 casos suspeitos notificados em Curitiba eram de moradores da cidade. Destes, 1.031 foram confirmados como influenza A (H1N1) – gripe suína –, o que representa 85,9% de todos os casos de gripe.