GVT anuncia rede de telecomunicações de próxima geração

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 31 de outubro de 2001 as 23:37, por: cdb

A GVT – operadora fixa que concorre com a Brasil Telecom nas regiões Sul, Centro-Oeste e parte do Norte – anunciou durante o Futurecom 2001, em Florianópolis, Santa Catarina, que iniciará a migração de sua rede de telefonia para uma rede de pacotes baseada no conceito de NGN (next generation network). O anúncio foi realizado em conjunto com a Nortel Networks, que será a empresa responsável pelo fornecimento e implantação da nova infra-estrutura da operadora.

A construção da NGN, segundo a operadora, faz parte do contrato firmado em junho do ano passado entre as duas empresas e cujo investimento total no núcleo da rede será de US$ 240 milhões. A primeira etapa do projeto, já concluída, envolveu a instalação de uma infra-estrutura padrão ATM e que deverá ser completada com a instalação do primeiro call server da rede em Curitiba (PR), previsto para estar pronto ainda em novembro.

De acordo com o presidente da GVT, Marcio Kaiser, a operadora iniciará a oferta de serviços IP para o mercado corporativo a partir de janeiro de 2002. Segundo Kaiser, a estratégia inicial será concentrada no mercado composto por pequenos negócios (small business), sendo que depois deverá voltar-se também para as médias e grandes empresas. O planejamento da operadora prevê que – ainda no segundo semestre de 2002 – a GVT começará a fazer a migração das centrais tradicionais e a conclusão da infra-estrutura até final daquele ano. A operadora, no entanto, garante que esse processo será realizado de forma gradual, ou seja, a rede atual continuará em operação até a conclusão do projeto.

A GVT também espera iniciar, no ano que vem, a comercialização dos serviços de longa distância nacional e internacional, na medida que a operadora já entrou com o pedido de licença na Anatel para a prestação destes serviços.