Gutiérrez quer terminar seu período de governo no Equador

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de novembro de 2003 as 03:22, por: cdb

O presidente do Equador, Lucio Gutiérrez, especificou na última quarta-feira que terminará o período para o qual foi eleito nas urnas no último ano.

O governante arremeteu assim contra os políticos e representantes de setores sociais que pediram sua renúncia nas últimas horas, caso haja a comprovação de que dinheiro do narcotráfico entrou em sua campanha eleitoral em 2002.

O escândalo da possível entrada do ‘narcodinheiro’ na campanha foi desatado depois de uma fonte do partido governista, Sociedad Patriótica, assegurar que a família Fernández Cevallos entregou 30.000 dólares para a campanha de Gutiérrez.

A revelação aconteceu pouco depois de a polícia deter 14 pessoas, entre elas o empresário e ex-governador César Fernández, no denominado ‘Operativo Aniversario’, no qual no final do mês passado foi confiscada quase meia tonelada de cocaína.

O governante disse que defenderá sua honra ‘ao preço que for’.

– Quanto mais obstáculos me impuserem, quanto mais me criticarem, quanto mais me insultarem, com mais força, decisão seguirei combatendo os corruptos, a impunidade e o narcotráfico – disse Gutiérrez em um ato público.

Embora os pedidos para que o presidente renuncie lançados nos últimos dias, agora tenham se aplacado, Gutiérrez especificou que governará os quatro anos para os quais foi eleito.

– Seguirei conduzindo os destinos do país até quando terminar constitucionalmente meu período de Governo – sentenciou o chefe de Estado.