Guerra no Iraque não é por petróleo, diz ex-presidente Bush

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de março de 2003 as 19:50, por: cdb

O ex-presidente dos EUA George Bush, pai do atual governante do país, disse na última segunda-feira (24), que os protestos contra a guerra no Iraque estão completamente equivocados quando afirmam que a ofensiva militar é uma campanha destinada a apoderar-se do petróleo.

Bush (1989-1993), que libertou o Kuwait da ocupação iraquiana na primeira Guerra do Golfo, em 1991, insistiu nesta terça-feira que não estão certos os manifestantes que exibem cartazes com as palavras: “Não à guerra por petróleo”.

O ex-governante americano, que trabalha no setor de petróleo texano, fez tais comentários em um discurso na reunião anual da Associação Nacional de Petroquímicos e Refinarias, em San Antonio (Texas).

Em seu pronunciamento, lembrou que durante seu governo também houve manifestações públicas contra a guerra de libertação do Kuwait.

Os cartazes contra a atual guerra para desarmar e expulsar Saddam Hussein do poder “são iguais aos que pude ver em 1990 e em janeiro de 1991”, disse o pai do atual presidente dos EUA.

Bush pai disse que, apesar da insistência dos manifestantes em afirmar em 1990-91 que a guerra era para controlar o petróleo, os kuwaitianos continuam mantendo o controle de seu petróleo e de sua soberania.

“Fomos ao Kuwait para restabelecer sua soberania, e saímos” oportunamente desse país, afirmou Bush pai, embora os EUA tenham deixado um considerável número de militares em território kuwatiano e em outros países do Golfo Pérsico depois da expulsão das forças iraquianas.