Guardian: Marina Silva ajuda salvar o planeta

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 6 de janeiro de 2008 as 19:42, por: cdb

A ministra do Meio Ambiente do Brasil, Marina Silva, foi citada em uma lista preparada pelo jornal britânico The Guardian com ‘as 50 pessoas que podem ajudar a salvar o planeta’. Segundo o jornal, a lista, preparada por um painel de especialistas, identifica ‘os 50 homens e mulheres com o poder de nos salvar de nós mesmos’.

‘Todo mundo concorda que uma ação urgente é necessária para evitar uma mudança climática catastrófica, mas quem realmente tem a influência e as idéias para fazer isso acontecer?’, diz o Guardian em sua apresentação. No texto dedicado a Marina Silva, o jornal destaca sua história como ‘filha de um seringueiro brasileiro, passando sua infância coletando látex da floresta amazônica e protestando contra a destruição provocada pelos madeireiros ilegais’.

‘Em uma das grandes histórias políticas, ela passou de analfabeta aos 16 anos à mais jovem senadora do Brasil e agora é a mulher mais capaz de prevenir a total ruína da Amazônia’, diz o texto. O jornal comenta que, sob sua gestão no ministério, o desmatamento na Amazônia caiu 75%, e vastas áreas de floresta foram destinados a comunidades indígenas.

‘Mas o futuro, diz Silva, é arriscado. A única maneira de evitar uma perda no longo prazo é com ajuda internacional’, diz o jornal, citando uma declaração da ministra: ‘Não queremos caridade, é uma questão da ética da solidariedade’.

A ministra é a única latino-americana da lista, que traz ainda nomes como os do ex-vice-presidente americano Al Gore, da primeira-ministra alemã, Angela Merkel, do geneticista americano Craig Venter, do prefeito de Londres, Ken Livingstone, e até mesmo do ator norte-americano Leonardo DiCaprio.

A foto da ministra é uma das três escolhidas para ilustrar a chamada para a lista na capa do jornal, ao lado de Leonardo DiCaprio e da ambientalista Wangari Maathai, ex-ministra-assistente do Meio Ambiente do Quênia e Nobel da Paz de 2004.