Grupos tchetchenos na lista negra dos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 28 de fevereiro de 2003 as 16:46, por: cdb

Os Estados Unidos colocaram três grupos tchetchenos em uma lista de organizações que podem ameaçar o país e que estão sujeitas a restrições financeiras.

Os grupos são o Batalhão de Mártires Tchechenos Riyadus-Salikhin de Reconhecimento e Sabotagem, o Regimento Islâmico de Causa Especial e a Brigada Islâmica Internacional. Cada um dos grupos possui vários outros nomes.

Autoridades do departamento de Estado norte-americano disseram que as três organizações são suspeitas de participar do ataque ao teatro em Moscou, em outubro passado, em que 129 pessoas morreram, a maioria por inalação de gás usado no local pelas forças russas.

Os grupos listados “cometeram, ou apresentam um risco significativo de cometer, atos de terrorismo que ameacem a segurança do povo norte-americano ou a segurança nacional, a política externa ou a economia dos Estados Unidos”, disse o secretário de Estado Colin Powell em um comunicado no Diário Oficial.

Os bancos são obrigados a congelar todas as contas que os grupos possam ter nos Estados Unidos, e torna-se ilegal fazer contribuições financeiras ou materiais às organizações.

São os primeiros grupos tchetchenos a integrarem a lista. A decisão ilustra a posição mais firme que o governo norte-americano começou a tomar em relação ao movimento tchetcheno, que desde o início da década de 1990 luta para ficar independente da Rússia.

A decisão deverá agradar ao governo russo, que há tempos pede que os Estados Unidos tratem os rebeldes tchetchenos da mesma forma que tratam o movimento al-Qaeda, de Osama bin Laden.

O governo norte-americano está tentando obter o apoio russo para uma resolução no Conselho de Segurança da ONU autorizando o uso da força contra o Iraque.