Grupo ligado à Al Qaeda assume autoria de ataques em Bagdá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de outubro de 2009 as 10:22, por: cdb

Um grupo ligado à Al Qaeda disse que foi o responsável pelas duas explosões quase simultâneas que deixaram ao menos 155 mortos em Bagdá no domingo. Um comunicado com data de 26 de outubro foi publicado pelo grupo Estado Islâmico no Iraque em um site na Internet normalmente utilizado por militantes para anunciar a autoria de ataques desse tipo.

O texto empregou uma linguagem normalmente utilizada por militantes sunitas para descrever a maioria xiita que domina o governo do Iraque desde a invasão militar liderada pelos Estados Unidos em 2003.

“Entre os alvos escolhidos estavam o ministério da opressão, conhecido como ministério da justiça, e a assembleia regional de Bagdá… Os inimigos entendem apenas a linguagem da força”, disse o comunicado.

A autenticidade do comunicado não pôde ser imediatamente confirmada. O mesmo grupo disse em agosto que era o responsável por ataques próximos a prédios dos ministérios em Bagdá, matando 95 pessoas.

Autoridades afirmam que dois micro-ônibus foram usados nos ataques de domingo, infringindo uma regra que proíbe a circulação de veículos grandes no fortemente policiado centro de Bagdá.
Os dois veículos eram dirigidos por suicidas que partiram de uma localidade próxima, de acordo com imagens aéreas obtidas de aeronaves operadas pelos EUA que cobrem o espaço aéreo sobre a cidade.

O ataque do fim de semana despertou novos temores sobre a segurança no Iraque durante os preparativos para a eleição de janeiro, enquanto as forças norte-americanas se preparam para deixar totalmente o país até o fim de 2011.