Grupo islâmico ameaça matar italianas em 24h

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 12 de setembro de 2004 as 09:41, por: cdb

Um site islâmico divulgou na manhã deste domingo um comunicado atribuído a um grupo desconhecido até agora, a Jihad (Guerra Santa) Islâmica no Iraque, no qual lança um ultimato de 24 horas ao governo da Itália para que retire suas tropas do país, ameaçando matar duas italianas seqüestradas caso essa medida não seja adotada.

“Após o fim do ultimato de 12 horas que fixamos a Silvio Berlusconi (chefe do Governo italiano), renovamos este ultimato para 24 horas a partir da publicação deste comunicado e, caso as tropas não sejam retiradas, vamos aplicar o julgamento de Deus e degolar as duas reféns”, de acordo com o comunicado, cuja autenticidade ainda não foi comprovada.

O texto atribui ao governo italiano “a total responsabilidade” do que acontecerá com as reféns italianas, além de o grupo reafirmar seu compromisso em “continuar a lutar até a retirada de todos os infiéis do Iraque”.

Simona Torretta e Simona Pari, que trabalhavam para a organização não governamental “Uma ponte para Bagdá”, foram seqüestradas na última terça-feira em pleno centro da capital iraquiana, junto a um casal de colaboradores locais.

Até o momento este seqüestro tinha sido reivindicado por uma organização desconhecida, Ansar al-Zawahiri (Os seguidores Al-Zawahiri, o nome de Ayman al-Zawahiri, braço direito de Osama bin Laden).