Grupo de trabalho vai planejar, executar e monitorar Pacificação Social

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de março de 2012 as 13:53, por: cdb

A Prefeitura vai formar um grupo de trabalho para planejar, executar e monitorar as melhorias que serão implementadas como políticas públicas nas áreas já pacificadas pela Polícia Militar no município – Nova Holanda e Malvinas. A reunião preliminar foi realizada nesta quinta-feira (8), no Paço Municipal, sob a coordenação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM-Macaé) e contou com a participação de diversas secretarias e de representantes do gabinete da vice-prefeita, Marilena Garcia.

– O que está acontecendo nas Malvinas e Nova Holanda está sendo muito bem feito e está atingindo todas as metas operacionais, mas ainda não está consolidado como política pública. É isto que queremos fazer. Em janeiro, a prefeitura realizou medidas imediatas que eram demandas reprimidas de serviços públicos que não podiam ser executadas por conta do cenário nessas localidades. Agora, vamos planejar ações para serem realizadas a médio e longo prazo para formar políticas públicas de pacificação social. Nosso objetivo é que elas se consolidem agora para se perpetuar nessas comunidades que irão se integrar ao restante do município – destaca o coordenador do GGIM-Macaé, tenente coronel Edmilson Jório.

As reuniões do grupo de trabalho, formado por secretarias que integram o processo de pacificação social nessas comunidades, serão realizadas de 10 em 10 dias. Dentro do plano de ação constam medidas preliminares, ações estruturais, visando melhorar e promover a coordenação de políticas e serviços municipais e de ações do governo estadual e federal, comunidades, sociedade civil, entre outros.

A meta é assegurar a consolidação do processo de pacificação, promover a cidadania, desenvolvimento social, econômico e urbano nas comunidades pacificadas de Macaé. A operação policial na Nova Holanda aconteceu em dezembro e nas Malvinas em janeiro, com apoio da prefeitura, que está levando para as comunidades serviços de infraestrutura, saneamento, iluminação, limpeza pública, de assistência social, educação, entre outros.

Nesta sexta-feira (9), o comandante do 32° Batalhão de Polícia Militar, Ramiro Campos, anunciou que 11 policias das forças especiais do BOPE passarão a integrar o efetivo da unidade em Macaé.