Greve em São Paulo entra no segundo dia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 8 de abril de 2003 as 10:20, por: cdb

A capital paulista enfrenta hoje o segundo dia de greve dos motoristas e cobradores de ônibus. A maioria dos terminais de ônibus da cidade está fechada. A melhor opção de transporte para a população da capital são as peruas de lotação e alguns ônibus intermunicipais, que chegam até as estações do Metrô.

Os motoristas da Viação Santa Bárbara que tentaram sair para trabalhar foram impedidos pelos grevistas. Há pouco, nas proximidades da garagem da empresa, dois ônibus foram estacionados no meio da rua por grevistas, atrapalhando o trânsito e provocando congestionamento na região.

Na estrada de Itapecerica, na zona Sul da capital, três ônibus municipais tiveram seus pneus furados esta manhã e foram impedidos de prosseguir viagem. De acordo com a São Paulo Transportes, a viação Cidade Dutra conseguiu colocar quatro ônibus em circulação nesta manhã.

Funcionários da Viação Tupi, que atende a capital, tentaram tirar os ônibus da garagem para trabalhar, mas foram impedidos e pelo menos quatro veículos foram depredados. O saldo até o momento, segundo a SPTrans, é de dez ônibus municipais e 81 intermunicipais depredados, e três muncipais incendiados.

Opinião da prefeita

Em entrevista ao jornal “Bom Dia São Paulo” a prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), afirmou que a greve dos rodoviários é um caso de polícia. “A polícia está sendo omissa. Não fez nada ontem para evitar a depredação de cem ônibus e não está fazendo nada hoje para cumprir a determinação da Justiça. A polícia não está agindo contra o vandalismo e a depredação de ônibus”, afirmou a prefeita há pouco.

O Sindicato dos Motoristas não está cumprindo a determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que determinou que 80% dos ônibus da cidade circulassem no horário de pico e 70% nos demais horários. A multa estipulada é de R$ 200 mil.

Logo mais, às 11h30, está marcada a continuação da audiência de conciliação entre rodoviários e patrões. O julgamento da greve deverá ocorrer às 17h, caso não haja acordo. Pelo menos 3 milhões de pessoas devem ser prejudicadas com a greve.

Trânsito

Às 8h30, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) registrou 123 quilômetros de congestionamento na cidade, o maior congestionamento do ano no período da manhã. Às 9h, o índice havia baixado, mas a lentidão continuava grande: 121 quilômetros. Acompanhe como está o trânsito na cidade.

Hoje o rodízio municipal de veículos está suspenso e o estacionamento em Zona Azul, liberado. As faixas exclusivas de ônibus estão liberadas para o tráfego, mas os corredores de ônibus podem ser utilizados apenas por veículos de transporte coletivo, segundo a CET.