Greve de ônibus termina no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 13 de abril de 2010 as 10:11, por: cdb

Os funcionários da Expresso Pégaso entraram em acordo com a empresa e voltaram a trabalhar, às 8h desta terça-feira. Eles ainda mantinham a greve começada nesta segunda-feira. Logo após o acordo, muitos ônibus deixaram a garagem da empresa, que só estava trabalhando com 5% de sua frota no início da manhã. Motoristas e cobradores reivindicavam aumento da cesta básica, aumento do salário e pagamento de hora extra.

As empresas Real Auto Ônibus e Jabour – outras que haviam aderido à greve – também voltaram a trabalhar nesta terça-feira.

A greve dos ônibus foi considerada ilegal pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) porque a greve não foi iniciada pelo sindicato. E a desembargadora  Maria de Lourdes Sallaberry determinou que cada empregado responda individualmente pela greve.

O medo da demissão por justa causa acelerou a volta dos rodoviários aos trabalhos. Mas os organizadores da greve tentrarão com ação no Ministério do Trabalho para tentar anular o dissídio, já que não concordam com a atuação do sindicato.