Grêmio x Santos fazem um duelo em Porto Alegre

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 3 de dezembro de 2002 as 23:22, por: cdb

A partida entre Grêmio e Santos, após os empurrões, discussões e provocações ocorridas durante – e após – o primeiro jogo das semifinais do Campeonato Brasileiro, terá um clima de guerra em Porto Alegre, nesta quarta-feira. O massacre imposto pelos moleques do Santos no último domingo foi duro demais, machucou fundo o orgulho dos gaúchos, e em conseqüência disso os jogadores gremistas, especialmente o goleiro Danrlei, querem vingança na partida que define quem vai às finais da competição.

Mais agressivo do que os pontapés de Polga ou do que os tapas trocados entre alguns atletas foi a promessa de Danrlei de “quebrar a perna” de Robinho. “Eles precisam ter respeito pelos adversários”, gritou o goleiro gremista, referindo-se não apenas a Robinho como também a Diego.

Bem orientados por Leão, os jogadores santistas chegaram a Porto Alegre na tarde dessa terça-feira proibidos de dar entrevistas. “Viemos aqui apenas para jogar futebol e a responsabilidade por tudo o que acontecer em campo será totalmente do árbitro”, declarou o técnico do clube paulista, numa óbvia maneira de tentar acalmar os ânimos.

Só ele falou com a imprensa. Os jogadores estão orientados a só abrir a boca amanhã à noite, no estádio Olímpico. Do aeroporto Salgado Filho a delegação foi direto para um hotel na cidade de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, visando ficar longe da pressão e dos foguetes da torcida gremista. Como aliados, entretanto, estão os colorados, rivais do Grêmio, e que também já estão com seus foguetes armazenados para fazer a festa caso o Santos elimine o arquiinimigo.

O Santos vai completo para esse jogo. O ala Léo e o meia Elano, que não atuaram no 3 x 0 do último domingo, voltam ao time, tornando-o, teoricamente, ainda mais forte. Já o grêmio, do técnico Tite, não terá dois zagueiros titulares, Polga e Claudiomiro, que cumprem suspensão. Eles serão substituídos, respectivamente, por Adriano e Samuel.

Mas a zaga não é o maior problema do time gremista. Para quem precisa fazer uma diferença de três gols para ir às finais, o que interessa é ter um ataque forte e, para isso, até mesmo o centroavante Luis Mário deve voltar ao time, mesmo com uma fratura no pulso. Com esse objetivo, ele está sendo preparado para entrar em campo e atuar com uma proteção especial na mão (caso não possa jogar, César permanecerá no time).

Além disso, a equipe gremista terá a volta do volante Tinga, o principal jogador do grupo na atualidade, e contará, também, com os retornos de Roger, Gavião e Gilberto, que – assim como Tinga e Luis Mário – não atuaram em Santos no domingo.

“O desafio é difícil e temos de pensar, primeiramente, em fazer um gol. Se isso acontecer ainda no primeiro tempo, aí creio que poderemos chegar à classificação no segundo”, declarou Tite. A preocupação do técnico nas horas que antecedem ao grande jogo, claramente não é a de trabalhar esquema tático ou dar orientação técnica, mas sim fazer com que a equipe entre em campo motivada para reverter a péssima situação conseqüente da goleada sofrida na Vila Belmiro.

A diretoria do clube gaúcho também faz a sua parte na busca de uma total mobilização, inclusive com a redução do preço das arquibancadas para R$ 5,00, o que faz prever uma grande presença de público no Olímpico na noite desta quarta-feira.

Mobilizar o grupo também é preocupação básica no Santos. E há um motivo superior para deixar todos os profissionais do clube entusiasmados: uma vitória, um empate, ou mesmo uma derrota por diferença de dois gols nesta noite histórica, fará com que, quase duas décadas depois, o Santos assegure uma vaga e volte a disputar uma Taça Libertadores da América.

GRÊMIO x SANTOS

Data: 4/12/2002
Horário: 21h40
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre
Árbitro: Antônio Pereira da Silva (FIFA/GO)
Auxiliares: Jorge Paulo de Oliveira Gomes (FIFA/DF) e Flávio Gilberto Kanitz (GO)

Grêmio: Danrlei; Adriano, Samuel e Roger; Ânderson Lima, Gavião, Tinga, Fabri e Gilbert