Grêmio vence o Vasco e ainda respira no Brasileirão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 22 de novembro de 2003 as 20:03, por: cdb

O Grêmio deixou a lanterna do Campeonato Brasileiro ao derrotar o Vasco por 4 x 3, neste sábado, em Porto Alegre. O Tricolor gaúcho soma agora 43 pontos, assim como o Bahia, que receberá o Atlético Paranaense neste domingo, em Salvador. Já o clube carioca segue na 17ª colocação, com 49 pontos.

Gilberto fez o primeiro gol da equipe da casa, Edmundo e Morais viraram o placar e o meia gremista voltou a balançar a rede ainda na etapa inicial. No segundo tempo, Cláudio Pitbull e Elton abriram vantagem e Vítor Boleta fechou o marcador.

Os times mostraram desde o início que se preocupariam mais em atacar do que defender. Aos 7 minutos, George cobrou falta pela direita e Baloy errou a cabeçada na pequena área, desperdiçando a primeira boa chance do Grêmio. Aos 10, Ygor errou passe na saída de bola e Cláudio Pitbull serviu Gilberto, que desviou com categoria diante do goleiro Fábio.

O empate veio três minutos depois: Claudemir cobrou falta pela direita e Edmundo, sem ser incomodado pela zaga, completou de cabeça. De volta ao ataque, os gaúchos logo perderam mais duas ótimas oportunidades de marcar, com Leanderson e Marcelinho. Depois disso, caíram de produção.

O goleiro do Vasco só foi incomodado novamente aos 32 minutos, quando Adriano acertou o travessão em cobrança de falta. Aos 36, Cláudio Pitbull arriscou de longe e errou por pouco o alvo. O troco foi imediato: Baloy cabeceou para a frente da área e Morais pegou de primeira, acertando o canto direito.

A virada não desanimou o Grêmio. Aos 41min, Pitbull e Vítor Boleta se enroscaram na área e pênalti duvidoso foi marcado. O próprio atacante cobrou, Fábio fez defesa parcial e Gilberto pegou o rebote, completando para a rede: 2 x 2.

O Tricolor voltou a ficar à frente do placar logo a 1 minuto da etapa final. Após cruzamento de George, Pitbull se viu livre na área e cabeceou à direita de Fábio. A partir daí, o duelo ficou insosso. Aos 21, o Vasco só não empatou porque Eduardo fez ótima defesa depois da cabeçada de Wescley. Nada mais criariam os comandados do técnico Mauro Galvão.

Apesar do nervosismo, o Grêmio conseguiu marcar o quarto gol. O contra-ataque mortal começou com lançamento de Gilberto para Tinga, que avançou pela esquerda e cruzou para Elton. O atacante dominou a bola e chutou no canto esquerdo, superando Fábio. Aos 43, Vítor Boleta arriscou de longe e Eduardo levou frango. Ficou nisso: 4 x 3.

GRÊMIO 4 x 3 VASCO

Grêmio
Eduardo Martini, George (Gavião), Baloy, Claudiomiro e Roger; Adriano (Bruno), Leanderson, Tinga e Gilberto; Marcelinho e Cláudio Pitbull (Elton).
Técnico: Adílson Batista

Vasco
Fábio, Claudemir, Henrique, Wescley e Vítor Boleta; Da Silva (Anderson), Ygor, Rodrigo Souto e Morais (Rubens); Edmundo e Valdir.
Técnico: Mauro Galvão

Data: 22/11/2003 (sábado)
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre
Árbitro: Paulo Henrique de Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Edmundo Alves do Nascimento e Romildo Amauri Lopes (SC)
Cartões amarelos: Roger, Wescley, Vítor Boleta, Gilberto e Bruno
Gols: Gilberto, aos 10min, Edmundo, aos 13min, Morais, aos 37min, e Gilberto, aos 41min do primeiro tempo; Cláudio Pitbull, a 1min, Elton, aos 35min, e Vítor Boleta, aos 47min do segundo tempo.