Grêmio faz pedido à Conmebol

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de fevereiro de 2003 as 12:47, por: cdb

O Grêmio encaminha nesta sexta-feira, uma solicitação oficial à Conmebol, para poder fazer uma substituição na lista de jogadores que defendem o clube na Taça Libertadores da América. A justificativa é a lesão grave que sofreu o jovem zagueiro Adriano, que terá de ficar meio ano afastado dos gramados, recuperando-se de uma fratura na tíbia. Como outro zagueiro, Anderson Polga, também está lesioado, o Tricolor que contratar alguém com urgência.

O lance que originou a fratura de Adriano ocorreu na última terça-feira, partida contra o Peñarol, dispuada em Montevidéu, e que acabou em 2 x 2. No segundo tempo o meia Pacheco, do time uruguaio, entrou firme no zagueiro gremista e tirou-o de campo. No momento, o departamento médico pensou se tratar apenas de um entorse de tornozelo, mas na volta a Porto Alegre foi feito um exame mais rigoroso quando ficou constatada a quebra da perna do jogador.

“Ele foi bandido comigo e por isso deveria ser punido”, reclama Adriano, que em função da lesão não poderá defender a Seleção Brasileira Sub-23 que disputará a Copa Ouro, em julho, nos Estados Unidos.

Segundo Adriano, “por muito menos o Danrlei foi afastado pela Confederação Sul-Americana no ano passado, num lance que ninguém viu” (naquela oportunidade o goleiro foi citado na súmula por ter desferido um pontapé no auxiliar de arbitragem Walter Rial, no jogo entre Grêmio e 12 de Outubro, do Paraguai, pela Libertadores).

A diretoria do Grêmio também está revoltada com o fato e por isso enviará à Conmebol fita que mostra o lance em que Pacheco acerta a Adriano, pedindo a suspensão do uruguaio. “A jogada já estava parada”, lembra o zagueiro do Tricolor, que fará uma cirurgia na tarde desta sexta-feira.

Como a Fifa costuma atender a pedidos de substituição quando se trata de um caso grave de lesão, o Grêmio acredita que a Conmebol agirá da mesma forma e já trata de buscar um novo zagueiro para disputar a Libertadores. No Olímpico, especula-se que possa ser um jogador que faça o estilo “xerife” e que pode vir a ser contratado na Argentina. A diretoria não confirma, por enquanto, nenhum nome.