Graziano anuncia ampliação do Fome Zero para todo Nordeste

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 20 de março de 2003 as 11:01, por: cdb

O Mesa (Ministério Extraordinário da Segurança Alimentar) vai estender o Fome Zero para mais 179 cidades do polígono da seca do Nordeste e Minas Gerais até maio. A ampliação do programa será anunciada nesta quinta-feira, durante encontro entre o ministro José Graziano (Segurança Alimentar) e os representantes dos dez Estados que serão atendidos pelo Fome Zero.

Com a divulgação, 181 cidades serão atendidas pelo Fome Zero até maio. O Mesa já havia decidido levar o programa para 22 municípios do Piauí e 17 do Rio Grande do Norte.

Pelos cálculos do Mesa, cerca de 91 mil famílias serão atendidas pelo Fome Zero até maio. Parte delas, cerca de 21 mil, já poderão receber o benefício do Fome Zero a partir de abril.

“Leva tempo selecionar as novas famílias. Precisamos de cerca de um mês para a Caixa Econômica processar as listagens. Só vamos conseguir apresentar as listagens no começo de abril”, disse um dos coordenadores do Fome Zero.

O programa foi lançado experimentalmente em fevereiro em Acauã e Guaribas, ambas no Piauí. A idéia é atender 500 famílias em média em cada nova cidade incluída no Fome Zero.

Cada família incluída no Fome Zero terá direito a receber uma renda complementar de R$ 50 por mês. Para ter direito ao benefício, a família não poderá ter renda superior a meio salário mínimo.

Além do Piauí e Rio Grande do Norte, o Fome Zero será levado para as cidades do semi-árido nordestino do Maranhão, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, além dos municípios mineiros do polígono da seca.

Uma das metas do Mesa é levar o Fome Zero para 1.000 municípios até o final do ano. O governo pretende atender cerca de 500 mil famílias por meio do programa de combate à fome.