Governos devem enfrentar crime organizado e narcotráfico, diz Dirceu

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 4 de dezembro de 2003 as 16:47, por: cdb

O ministro da Casa Civil, José Dirceu, disse nesta quinta-feira que o Estado precisa ter uma mão dura, pesada, centralizada e organizada contra o narcotráfico e o crime organizado. Segundo ele, a situação não poderia continuar como estava, com a União e o governo federal não assumindo responsabilidades no combate ao crime organizado e ao narcotráfico. – Não assumiam, porque o crime organizado e o narcotráfico se infiltraram nas instituições políticas do país e precisam ser enfrentados, como nós estamos enfrentado, doa a quem doer – afirmou.

A declaração do ministro foi feita no momento em que há suspeita de envolvimento do governador de Roraima, Flamarion Portela, do PT, no chamado esquema “folha gafanhoto”, no qual funcionários fantasmas (gafanhotos) repassavam parte de suas remunerações às autoridades do estado. O esquema teria começado durante a gestão anterior, de Neudo Campos (PP) – preso na semana passada pela Polícia Federal – quando Portela ocupava o cargo de vice. O esquema pode ter desviado cerca de R$ 230 milhões dos cofres públicos.