Governo não terá muita mudança, diz Lula

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007 as 13:10, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que não haverá muita mudança nos ministérios e se esquivou sobre a possibilidade da ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy assumir cargo no primeiro escalão do governo.

A declaração ocorreu durante o programa Café com o Presidente, transmitido na manhã desta segunda-feira pela Radiobrás. A gravação foi feita no último domingo, por telefone, na residência de Lula em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

Lula disse que não vai haver mudanças significativas porque todos os partidos, com exceção do PDT, já estão contemplados no governo. – Você pode trocar alguns nomes, mas a maioria dos partidos já está totalmente contemplada. Você pode terminar uma articulação com o PMDB. Eu tenho trabalhado com muita insistência para uma unificação do PMDB como um todo na bancada federal no Senado. Todo mundo sabe da importância do PMDB para consolidar a nossa base de aliança – afirmou o presidente.

Apesar de ressaltar a importância do PMDB para o governo, Lula negou que esteja somente aguardando a convenção do PMDB para divulgar os nomes. – Eu não tenho compromisso de fazer depois da convenção ou antes da convenção. Esse não é o problema. O problema é que os partidos estão num processo de alinhamento. Eu vejo todo dia pela imprensa, eu converso com as lideranças todos os dias. Eu vejo: tal partido tinha 40, passou para 46, tal partido tinha 50, caiu para 48, tal partido tinha 65, caiu para 60. Ou seja, então ainda não terminou esse movimento dentro dos partidos políticos – explicou.

Questionado sobre a possibilidade da ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy assumir cargo no governo e a continuidade de Gilberto Gil na pasta de Cultura, Lula respondeu somente sobre a permanência dos atuais ministros. – Se você me pergunta isso daqui a dez dias, eu não sei se todos continuam, mas até agora todos continuam. O que é importante para nós, nesse momento, é o povo brasileiro ter a certeza de que nós estamos preparando a máquina para funcionar melhor do que funcionou no primeiro mandato -.

De acordo com o presidente Lula, os ministros serão escolhidos no momento certo.  – Estamos fazendo uma composição política no Congresso Nacional, com as mesmas forças das quais recebemos apoio no mandato passado. A grande novidade é o PDT fazendo parte da base do governo, e, no momento certo, nós vamos escolher alguns ministros – argumentou.

Lula disse ainda que o governo está funcionando e negou que a não-indicação dos ministros esteja atrasando o andamento de projetos dentro do governo. Afirmou que ainda precisa dialogar com o PR, PT e PV antes da reforma.