Governo libera R$ 47 milhões para construção de casas populares

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 23 de dezembro de 2003 as 12:22, por: cdb

O ministro das Cidades, Olívio Dutra, anunciou nesta terça-feira a liberação de R$ 47 milhões que beneficiarão 16 mil famílias na construção de casas populares em sete estados. São as primeiras ações projetadas pelo Programa Especial de Habitação Popular, implantado pelo Ministério das Cidades.

Em São Paulo serão investidos R$18 milhões na compra de prédios no centro da cidade. Os prédios serão reformados e requalificados para atender a 1.300 famílias. Em Belém, no Pará, serão beneficiadas 3 mil famílias com reurbanização da favela de palafitas Vila da Barca. Nesta obra serão aplicados R$ 8 milhões.

Outro estado beneficiado é o Rio de Janeiro. As cidades, localizadas na Baixada Fluminense, receberão R$ 8 milhões para construção de casas destinadas a famílias atingidas por enchentes, no fim de novembro e começo de dezembro. As prefeituras e o governo do estado são parceiros com o Ministério das Cidades nestas obras.

As pessoas que moram em áreas de risco na capital mineira, Belo Horizonte, também serão beneficiadas. Mais de R$ 5,8 milhões serão aplicados na cidade. Em Salvador e em outras cidades baianas, mil famílias de baixa renda receberão moradias. A parceria entre o estado e a prefeitura de Salvador prevê investimentos de R$ 3,6 milhões.

Outros R$ 700 mil serão destinados à compra de terrenos, em Recife, para a construção de casas populares. A região metropolitana de Porto Alegre é outra localidade a receber recursos do programa por meio de uma parceria de cooperativas habitacionais urbanas e rurais. Ao todo, serão atendidas 1.200 famílias.

Outras cidades do Rio Grande do Sul foram igualmente selecionadas e receberão recursos federais para implementar o programa.

Segundo o Ministro Olívio Dutra, os recursos reforçam as ações locais e emergenciais. Ele destacou a importância das parcerias.

– É bom que tenha essa articulação entre os três entes federados. Isto pode também baratear o custo da unidade – afirmou Dutra..

O Ministério das Cidades pretende liberar até o começo do mês que vem cerca de R$ 96 milhões para a contrução de casas e ações em diversas localidades do país.