Governo iraquiano diz que os EUA mentem sobre o progresso na guerra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de março de 2003 as 13:22, por: cdb

O ministro da Informação do Iraque, Mohammed Saeed al Sahaf, acusou os Estados Unidos, nesta quarta-feira, de mentir sobre seus progressos na campanha militar para depor o presidente iraquiano, Saddam Hussein, e afirmou que as forças da coalizão estão cercadas em Umm Qasr e restritas a apenas um cais no porto da cidade.

O ministro ressaltou que, após sete dias de guerra, as forças da coalizão ainda não saíram de um cais do porto de Umm Qasr, onde chegaram há uma semana.

“Até agora, eles estão apenas no cais n° 10, não em Umm Qasr, não na cidade”, assegurou Al Sahaf, acusando a coalizão de tentar “enganar sua opinião pública” ao relatar que forças norte-americanas e britânicas controlavam a cidade e o porto.

“Eles querem iludir seus povos porque estão em uma situação muito vergonhosa”, disse. “É uma cidade pequena, e eles estão numa cilada”.

“As forças iraquianas ainda controlam a cidade”, garantiu.

Al Sahaf também disse que as forças da coalizão destruíram 200 casas e deixaram mais de 500 civis feridos na cidade de Nasiriya, no sul do país.

Autoridades do Pentágono declararam na terça-feira que soldados norte-americanos mataram entre 150 e 200 militares iraquianos em Nasiriya, onde aconteceu uma das mais violentas batalhas em terra dessa guerra até agora.

Ainda em sua entrevista, Al Sahaf confirmou que mísseis da coalizão atingiram o prédio da televisão e da rádio iraquiana, em Bagdad, na madrugada desta quarta-feira.