Governo dos EUA cria versão segura do Linux

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 3 de outubro de 2001 as 18:32, por: cdb

A National Security Agency – principal órgão de segurança e vigilância eletrônica do governo norte-americano – anunciou a disponibilidade de uma versão ”mais segura” do sistema operacional aberto Linux para download. Segundo o organismo de segurança, a preocupação é de que as versões finais dos sistemas operacionais em uso muitas vezes são desprovidas de funções críticas de segurança que garantem a confidencialidade e integridade das redes de comunicação.

Batizada de Security-Enhanced (SE) Linux, a versão desenvolvida pela NSA roda com o mínimo de permissão possível – o que, segundo ela, aumenta a segurança do aplicativo, deixando menos falhas de segurança a serem exploradas por hackers para invasão de sistemas, por exemplo.

O SE Linux tem uma arquitetura de controle de acesso rígida incorporada no parte principal do sistema operacional, de forma a evitar que se drible os mecanismos de segurança, de acordo com a agência. Ele possibilita configurar o sistema, de maneira a atender a vários requisitos de segurança, como acesso baseado em grupos de profissionais.

O órgão escolheu o Linux como plataforma para esta iniciativa porque ele é um sistema de código aberto. O SE Linux não corrige nenhum bug no Linux, mas é um exemplo de como controles de acesso obrigatórios, incluindo acesso a superusuários, podem ser acrescentados à plataforma. O download está disponível no site da agência, em www.nsa.gov/selinux/index.html.