Governo do Rio planeja investir R$ 2,2 bi para limpar Baía de Guanabara

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de outubro de 2009 as 12:40, por: cdb

A secretária de Ambiente do Rio, Marilene Ramos, afirmou nesta terça-feira que as águas da Baía de Guanabara estarão com uma qualidade bem melhor do que a atual até as Olimpíadas de 2016. Para isso, o governo do Estado espera investir R$ 2,2 bilhões no tratamento de esgotos de toda a Região Metropolitana até 2013, que passará dos atuais 33% dos resíduos líquidos tratados para 60%.

– Pretendemos apoiar o Comitê Olímpico e as prefeituras que estarão envolvidas com o projeto para que o legado ambiental seja uma das heranças mais expressivas das Olimpíadas. Eu tenho certeza de que teremos a alegria de chegar em 2016 com uma Baía de Guanabara bastante limpa – afirmou Marilene.

Segundo ela, os investimentos também vão se refletir na melhoria de qualidade da água do sistema lagunar de Barra e Jacarepaguá, assim como já feito com a Lagoa Rodrigo de Freitas, que atualmente apresenta índices de poluição bastante baixos.

– A questão ambiental não fica somente no âmbito da prefeitura do Rio de Janeiro. São problemas regionais e metropolitanos que precisam ser enfrentados – disse a secretária, durante o lançamento do projeto de gestão integrada da Baía da Ilha Grande, em Angra dos Reis.

O projeto prevê investimento de R$ 16,8 milhões para a região, que apesar de ainda ter uma boa cobertura florestal, é bastante afetada pela ocupação humana, o que se reflete em um forte processo de especulação imobiliária e consequente devastação ambiental. Além disso, ali também estão localizadas as usinas nucleares de Angra 1 e 2 e futuramente Angra 3.