Governo colombiano anuncia ofensiva contra as Farc

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 16 de abril de 2003 as 09:15, por: cdb

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, disse que as forças de segurança do país estão preparando uma grande ofensiva contra os líderes do principal grupo rebelde do país, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, as Farc.

Na cerimônia de inauguração de uma nova brigada antiguerrilhas, Uribe descreveu os rebeldes como um grupo de “bandidos cínicos e mentirosos” a quem o seu governo iria derrotar totalmente.

A nova brigada móvel é formada por 1,3 mil homens que atuarão na selva amazônica do leste e do sul da Colômbia.

“É preciso dizer que acabou a vida de regalias e mimos desses bandidos”, disse o presidente Uribe durante discurso de inauguração na nova brigada antiguerrilha.

Troca de prisioneiros

As declarações de Uribe foram feitas um dia depois de a liderança das Farc ter renovado sua sugestão de criação de uma área desmilitarizada para a negociação de troca de reféns por integrantes do grupo que estão nas prisões da Colômbia.

As Farc deram indicações de que estariam dispostas a libertar políticos de alto escalão, incluindo a candidata à presidência Ingrid Betancourt, além de soldados e policiais.

O presidente colombiano descartou a sugestão, argumentando que uma área desmilitarizada foi criada por seu predecessor e acabou sendo usado para o “narcotráfico”.

A polícia secreta colombiana disse, na terça-feira, ter prendido cinco suspeitos de pertencer às Farc e que teriam ligação com o bombardeio de um clube noturno na capital, Bogotá, em fevereiro, em que matou 36 pessoas.