Governo chinês vê risco de epidemia se espalhar pela zona rural

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de maio de 2003 as 11:06, por: cdb

O governo chinês alertou para o risco de que a epidemia de Sars se espalhe pela zona rural do país. O primeiro-ministro, Wen Jiabao, informou que as instalações médicas da região são deficientes.

Segundo Wibao, no entanto, medidas preventivas já estão sendo tomadas.

– A zona rural tem risco potencial para um surto de Sars se espalhar”, disse o premiê.

Para Liang Wannian, vice-chefe da Secretaria de Saúde de Pequim, o número de casos na capital pode começar a cair em uma semana ou 10 dias. A declaração foi divulgada pela agência de notícias Xinhua.

Os dados mais recentes mostram que a doença matou mais 18 pessoas e infectou outras 200 na China (incluindo Hong Kong) e em Taiwan. No mundo todo, o número de mortos aproxima-se dos 500, com 7.300 casos de pessoas contaminadas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que o controle da Sars na China era determinante para o sucesso do combate à síndrome em todo o mundo.

Uma equipe de quatro especialistas da OMS deve visitar em breve a Província chinesa de Hebei, onde fica Pequim. A capital é a cidade mais atingida pela doença em todo o mundo. Os especialistas devem avaliar as condições dos sistemas de saúde da região para enfrentar a doença.

O número de casos em Hebei subiu bastante nos últimos dias, disse a OMS em seu site (www.who.int).