Governo busca solução para não aumentar plano de saúde dos idosos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 1 de dezembro de 2003 as 14:16, por: cdb

O ministro da Saúde, Humberto Costa, disse nesta segunda-feira que o governo está buscando uma maneira de garantir o direito de as pessoas idosas não terem mais aumento no plano de saúde após os 60 anos, sem gerar prejuízos para os jovens que ingressarem nos planos.

Segundo Humberto Costa, o Congresso Nacional tomou a decisão de isentar os idosos, mas isso terá de ser dividido com as gerações anteriores. – Não há outra forma de ser feito. O que vamos procurar é uma maneira que os idosos possam ter seus direitos preservados e, ao mesmo tempo, isso não eleve muito o custo para os mais jovens. Não terá como alguém não pagar por esse benefício – ponderou.

O ministro informou que nenhum brasileiro vai deixar de contribuir com sugestões sobre as consultas públicas que estão sendo promovidas pelo ministério para tratar de planos de saúde. O prazo, que se esgotará na quarta-feira poderá ser estendido se houver uma demanda muito grande de sugestões.

“Nenhum cidadão brasileiro deixará de apresentar sua sugestão a esta consulta pública por falta de tempo. Isso eu posso garantir”, disse Humberto Costa, alertando que o governo não tem como colocar dinheiro público em planos de saúde. “Como tal, se o custo de um plano é X ele terá que ser dividido entre os que compõem o rateio desses custos, mas nós ainda não fechamos a forma como isso será feito”, explicou.