Governador nega que Zuleido Veras tenha influência política em Alagoas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 23 de maio de 2007 as 20:41, por: cdb

O governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB), negou nesta quarta-feira queo empresário Zuleido Veras, dono da construtora Gautama, tenha qualquer influência política no estado.
 
– Ele (Zuleido) tem obras em Alagoas e não tem nenhuma influência no governo do estado -, afirmou.

– Não sou do convívio social dele. Nunca fui à casa dele, nem ele foi à minha -, disse em visita ao Senado nesta quarta.

O governador falou também que nunca “teve fixação” em saber as referências sobre o empresário.

Zuleido Veras é o pivô do esquema que a Polícia Federal diz ter desmontado na semana passada que favoreceria a Gautama em licitações e que prendeu, além dele próprio, mais 46 pessoas. O foco da máfia de obras públicas estaria em Alagoas, estado governado por Teotônio. Pelo menos cinco pessoas ligadas ao governo dele foram presas pela PF suspeitas de envolvimento com a Gautama.

O inquérito da PF, por exemplo, citaria um encontro entre Zuleido e o governador alagoano no último dia 26 de abril no gabinete do senador João Tenório (PSDB-AL), que assumiu a vaga de Teotônio no Senado depois de sua eleição no ano passado. No encontro, segundo o governador, Zuleido teria pedido que o anel viário de Maceió entre no PAC (Programa de Aceleração de Crescimento).

O governador disse, também, que não teria nenhum problema em depor numa CPI no Congresso sobre as denúncias relacionados ao suposto esquema.

– Se for convidado, claro que irei -, disse.