Governador de Alagoas pede mais R$ 650 milhões para expandir obras do PAC

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 2 de junho de 2011 as 09:55, por: cdb

Pedro Peduzzi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB), pleiteou hoje (2), em reunião com a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, R$ 650 milhões a mais para expansão de dois projetos ligados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no estado. Segundo ele, R$ 350 milhões serão destinados à ampliação do número de adutoras para abastecimento de água nas cidades que margeiam o Canal do Sertão e R$ 300 milhões para a melhoria do saneamento da capital Maceió.

“O Canal do Sertão alagoano é uma obra importantíssima para o estado porque percorre 36 municípios ao longo de seus 260 quilômetros, levando água para consumo humano, para animais, para plantações e para criação de peixes”, disse o governador à Agência Brasil, após reunir-se com a ministra.

Segundo Vilela, a obra beneficiará 1 milhão de alagoanos que vivem na região mais sofrida do estado. Ele informou que os recursos já previstos têm sido liberados pelo governo federal e que as obras vinculadas ao programa estão “em ritmo acelerado”.

“Esses novos pleitos são uma expansão do PAC. Precisamos de adutoras para o abastecimento de água das cidades que margeiam o canal [do Sertão] e, também, recursos para os empreendimentos de irrigação”, informou o governador.

A outra parte dos recursos deve ser investida no saneamento básico da capital Maceió. “Temos baixíssimos índices de tratamento de esgoto e estamos pleiteando verbas para melhorar a situação.”

Segundo Teotônio Vilela, a ministra prometeu estudar o caso. “Ela disse que dará atenção ao que foi pleiteado em ambos os casos e que depois fará uma nova reunião para discutir o assunto.”

 

Edição: Lílian Beraldo