Goiás se classifica nos pênaltis

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 2 de abril de 2003 as 23:02, por: cdb

Com duas defesas do goleiro Harlei na decisão por pênaltis, o Goiás garantiu vaga nas oitavas-de-final. A classificação da equipe goiana veio depois de um empate por 1 a 1 com o Ituano no tempo normal, mesmo resultado do jogo de ida, e com a vitória por 4 a 2 nas penalidades.

O adversário do Goiás nas oitavas-de-final será o Botafogo, que se classificou com duas vitórias sobre o São Caetano, por 2 a 1 fora de casa e 2 a 0 no Maracanã.

Esta foi a segunda partida do Goiás sob o comando do técnico Candinho, contratado para o lugar de Nelsinho Baptista, campeão estadual com o clube, mas que se transferiu para o Flamengo.

Na estréia do novo treinador, o Goiás ficou no empate por 2 a 2 com o Paysandu, também em casa, pelo Campeonato Brasileiro. Pela competição nacional, o alviverde goiano volta a campo contra o Vasco, no próximo domingo, no Rio de Janeiro, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

A partida marcou a despedida de Jackson do Ituano. O experiente meia, com passagens por Sport, Palmeiras e Cruzeiro, entre outros clubes, acertou sua transferência para o Coritiba. A apresentação do novo reforço deve acontecer nesta quinta.

O jogo
O time goiano, apoiado pela sua torcida, começou melhor em campo. A equipe usava os laterais Cléber e Leandro Smith, além dos lançamentos do meia Danilo, para chegar ao ataque.

As duas primeiras chances foram desperdiçadas por Caíco. Aos 9min, o meia chutou à direita, com perigo. Dois minutos depois, depois de boa troca de passes, o jogador alviverde finalizou por cima do gol defendido por André Luiz.

Acuado pela equipe goiana no seu campo de defesa, o Ituano não conseguia ir ao ataque. O primeiro chute a gol foi do lateral Lúcio, aos 19min, mas o goleiro Harlei fez firme defesa.

Aos 28min, Lúcio fez boa jogada com Élson pela esquerda e cruzou com perigo. Didi chegou atrasado e não conseguiu empurrar para as redes.

O Goiás seguiu procurando o ataque até o final do primeiro tempo, mas não conseguiu criar boa oportunidade para concretizar o domínio em gol. Já o Ituano se segurou na defesa e buscou surpreender o adversário nos contragolpes.

A segunda etapa foi mais movimentada, com as duas equipes mais abertas. Logo no primeiro minuto, Dimba arrancou em velocidade e, de pé canhoto, acertou a trave do Ituano.

Aos 8min, o Ituano deu o troco. Élson percebeu Harlei adiantado e experimentou da intermediária, mas a bola saiu sem direção, pela linha de fundo.

O Ituano abriu o placar aos 19min. Fernando Gaúcho deixou a bola passar para Evandro na entrada da área. O meia se livrou da marcação de Fabão, passou pelo goleiro Harlei e balançou as redes.

Mesmo com a expulsão de Josué, por jogada violenta, o Goiás chegou ao empate. Aos 23min, Araújo aproveitou cruzamento da direita e, de cabeça, tocou sem chances de defesa, marcando seu terceiro gol na Copa do Brasil.

O empate por 1 a 1 levou a decisão foi para os pênaltis. Tiago, Fabão, Dimba e Araújo marcaram para o Goiás. Élson e Everaldo descontaram para o time de Itu, mas Bruno e Erivelton pararam nas mãos do goleiro Harlei, que garantiu a vitória e a classificação ao time goiano.

GOIÁS 1 (4) x (2) 1 ITUANO

Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia
Árbitro: Elvécio Zequeto (MS)
Auxiliares: Alécio Aparecido Lezzo (MS) e Adnilson da Costa Pinheiro (MS)
Cartões amarelos: Everaldo (I), Cléber (G), Renato (G), Erivelton (I)
Cartões vermelhos: Josué (G)
Gols: Evandro, aos 19min, e Araújo, aos 23min segundo tempo

Goiás
Harlei; Cléber (Gustavo), Fabão, Renato e Leandro Smith; Josué, Marabá, Caíco (Tiago) e Danilo (Vando); Dimba e Araújo
Técnico: Candinho

Ituano
André Luiz; Bruno, Erivelton, Anderson e Lúcio; Everaldo, Carlinhos (Flavinho), Élson e Jackson; Evandro e Didi (Fernando Gaúcho)
Técnico: Ruy Scarpino