Gisele Bundchen vira alvo de grupo de proteção aos animais

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 6 de novembro de 2002 as 00:16, por: cdb

Após ter fechado um contrato com uma empresa fabricante de casacos de pele, a modelo Gisele Bundchen começou a ser perseguida por uma Ong protetora de animais.

Gisele, que assinou um contrato no valor de US$ 500 mil com a empresa BlackGlama, e ainda ganhou dois casacos de pele no valor de US$ 250 mil cada, vem sendo chamada de sanguessuga brasileira.

A Ong Peta, sediada nos Estados Unidos, pretende organizar uma grande campanha contra a top e segundo o porta-voz da organização, Dan Mathews, Gisele teria assinado com a empresa para chamar a atenção.

Dan garantiu que ela terá, mas não do tipo que imaginou. Para concluir, Mathews disse que a modelo só tem pernas e nenhum coração.