Gianecchini é assaltado no Rio, mas não perde a calma

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 21 de janeiro de 2008 as 09:57, por: cdb

A violência que percorre a noite do Rio de Janeiro fez, neste fim de semana, uma uma vítima ilustre. O ator Reynaldo Gianecchini, 35, deixava um teatro assaltado no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio, quando foi abordado por assaltantes em dois carros. Armados, os bandidos levaram o celular e a carteira do ator. Sem os documentos e as chaves do carro, restou ao artista aguardas por socorro, no estacionamento do teatro, onde ele se encontrava com um amigo. Embora não tenha sido agredido, fisicamente, segundo comentou com pessoas ligadas ao meio artístico, a violência representou um momento difícil para Gianecchini.

– Ele ficou nervoso, na hora, mas não perdeu a calma. Graças a Deus, tudo terminou bem – disse um amigo do ator.

Neste fim de semana, no Morro da Urca, o cantor e compositor Paulinho da Viola emocionou o público ao lembrar o seu amor pela cidade. Ele também foi vítima de um assalto na véspera do Réveillon, junto com a mulher, Lila, no Itanhangá, Zona Oeste da cidade. Ele chegou a pensar na hipótese de deixar a cidade, mas voltou atrás na decisão. No mesmo dia, a atriz Helena Ranaldi escapou de outro assalto, quando passava pela Linha Amarela, onde atiraram no carro, blindado, que dirigia.