Genoino analisa relação do PT com o governo e acha que ‘o partido pecou’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de novembro de 2003 as 00:01, por: cdb

O presidente nacional do PT, José Genoino, afirmou, em artigo publicado na página do partido na internet, que a partir de agora, vencidas as dificuldades iniciais, o PT promoverá um “ajuste nas relações com o governo”.

– O próprio debate interno sobre os rumos do governo precisa ser intensificado para que o partido possa contribuir de forma mais decisiva na busca resoluções – diz o texto.

Segundo Genoino, o partido teve que “apostar todas suas forças” no início do mandato de Luiz Inácio Lula da Silva para passar uma imagem de credibilidade junto aos demais partidos da base aliada. Agora, com a volta da estabilidade econômica e as garantias de credibilidade e governabilidade, o partido pode rever sua relação com o governo.

– Vencida a etapa mais difícil, o PT, agora, terá condições de promover um ajuste de sua relação com o governo e com a sociedade – diz um trecho do artigo de Genoino.

O presidente do PT admite que o partido pecou ao priorizar o governo Lula e deixar de lado as relações históricas que mantém com a sociedade organizada e a intelectualidade.

– Concluída a tarefa de garantir a governabilidade, o PT pode e deve voltar-se para um aprofundamento de suas relações com a sociedade. É preciso reconhecer que as mediações do partido com os movimentos sociais poderiam ter sido mais intensas. O relacionamento e o debate do PT com a intelectualidade também ficaram estiolados nesse período de dificuldades e de aprendizado. Mas a direção partidária pretende recolocar estes pontos num lugar prioritário da agenda do próximo período – afirma Genoino.