GCM de Osasco prende ugandense com drogas no estômago

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 19 de abril de 2012 as 10:07, por: cdb

A GCM (Guarda Civil Municipal) de Osasco prendeu em flagrante por tráfico de drogas no dia 17 de abril, por volta das 11h30, o ugandense Khuju Moses Shaban, de 43 anos de idade.

Os GCMs Carlos Roberto Almeida e Maria Alves dos Santos foram comunicados por um munícipe de que uma pessoa estaria passando mal quando realizavam patrulhamento de rotina na rua Agostinho Navarro, 922, no Jardim Conceição.

Quando chegaram no local, o homem aparentava ter uma crise de convulsão, mas já estava recebendo atendimento médico de uma equipe do Corpo de Bombeiros que passava pelo local. Algumas testemunhas disseram que o homem não estava sozinho e que outra pessoa teria fugido quando avistou o carro do Corpo de Bombeiros.

O rapaz foi encaminhado para o Pronto Socorro do Jardim Santo Antônio. No local, os GCMs suspeitaram quando viram, junto aos seus documentos pessoais, papéis de Ruanda e cédulas de dinheiro em dólar. Eles, então, imaginaram que poderia se tratar de um caso de “mula”, como são chamadas as pessoas que transportam drogas ingerindo-as ou as escondendo em partes internas do corpo.

Desta forma, eles solicitaram a um dos médicos que realizasse uma radiografia abdominal do suspeito, exame que confirmou a existência de excesso de substância estranha no organismo. Na sequência, o homem foi encaminhado ao Hospital Municipal Antonio Giglio, por volta das 20h, dado a gravidade do problema. Ele foi submetido a uma intervenção cirúrgica, onde foram retirados do estômago e do intestino grosso do suspeito 80 invólucros plásticos contendo um total de 1 Kg e 19 gramas de cocaína.

Khuju está internado no leito da UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), em recuperação do pós-operatório de Laparotomia Exploradora. No momento, o quadro clínico é estável. Ele está consciente e respirando espontaneamente. O homem deverá permanecer na UTI sob cuidados médicos. Khuju permanece internado sob escolta policial e não corre risco de morte.

O caso foi levado ao 1º Distrito de Polícia de Osasco, no Jardim Pestana. O delegado Francisco José F. de Castilho indiciou o ugandense pelo artigo 33 da Lei dos Tóxicos 11.343/06, pelo crime de transporte de material ilícito em desacordo com determinação legal da legislação brasileira. Se condenado, pode pegar de 5 a 15 anos de prisão e deverá pagar multa de R$ 500 a R$ 1,5 mil.

Departamento de Comunicação Social
Telefones: (11) 3652-9456 / 3652-9520
Jornalista: Ricardo Datrino
Diretora: Eliane Kirejjian
e-mail: imprensa@osasco.sp.gov.br