GCE ainda discute compensação para distribuidoras

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de dezembro de 2001 as 01:47, por: cdb

A Câmara de Gestão da Crise de Energia Elétrica (GCE) ainda está discutindo a forma de compensar as geradoras e distribuidoras de energia pelas perdas sofridas com o racionamento. A questão foi colocada nesta terça-feira na pauta da reunião do núcleo executivo da GCE, mas nenhuma decisão foi anunciada.

Segundo o ministro de Minas e Energia, José Jorge, até a próxima semana deve sair uma posição. A GCE deve definir um porcentual de aumento nas tarifas de energia, como parte da forma de compensação.Também está sendo discutida a abertura de uma linha de financiamento pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) às empresas do setor.

A economia de energia nas quatro regiões sob racionamento – Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e Norte – vem se mantendo acima da meta determinada pelo governo. Segundo o boletim diário do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), nos dez primeiros dias do mês, a economia foi de 7,39% acima da meta nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. No mesmo período, a economia de energia no Nordeste foi de 7,93% acima da meta.

Na Região Norte, do dia 1º ao dia 10 de dezembro, a economia foi de 10,91% a mais do que o determinado pelo governo. Na segunda-feira, o consumo nas regiões Sudeste e Centro-Oeste foi de 23.208 MW médios, para uma meta de consumo de 23.500 MW médios. No Nordeste foram consumidos 5.074 MW médios, ante meta de consumo de 5.400 MW médios. No Norte, o consumo dessa segunda-feira foi de 2.109 MW médios, para uma meta de 2.300 MW médios.

Os reservatórios de água que abastecem as usinas hidrelétricas no Sudeste e Centro-Oeste alcançaram no início da semana 24,98% de sua capacidade máxima, o que representa 11,42 pontos porcentuais acima da curva guia, que é o limite mínimo definido pelo governo.

O nível dos reservatórios no Nordeste estava em 10,19%, ou 5,69 pontos porcentuais acima da curva guia.