Gastos de brasileiros no exterior somam US$22 bilhões em 2012

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 23 de janeiro de 2013 as 13:18, por: cdb
Os gastos dos brasileiros no exterior voltaram a atingir a barreira de US$ 5 bilhões por ano somente em 2006
Os gastos dos brasileiros no exterior voltaram a atingir a barreira de US$ 5 bilhões por ano somente em 2006

As despesas dos brasileiros com viagens ao exterior atingiram novo recorde em 2012, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Banco Central (BC). No ano passado, os brasileiros gastaram US$ 22,2 bilhões em viagens internacionais, contra US$ 21,2 bilhões registrados em 2011, o recorde anterior.

Segundo informações do portal G1, o aumento dos gastos no exterior está relacionado, segundo economistas, com a continuidade do crescimento do emprego e da renda no Brasil, mesmo com um ritmo menor de crescimento da economia brasileira. Para 2012, a previsão dos economistas dos bancos para o crescimento do PIB está em torno de 1%  abaixo dos 2,7% registrados em 2011 e dos 7,5% de 2010.

– A massa salarial real tem crescido em torno de 6%, tanto pelo aumento do salário quanto pelo aumento do emprego. Isso motiva gastos com viagens. Boa parte destes destinos são países com conjuntura econômica fragilizada. Abre-se a oportunidade de preços melhores em países europeus e também na economia dos EUA. A participação de cartão de crédito caiu de cerca de 60% em 2011 para 55% em 2012. Naturalmente, a incidência de IOF com alíquota maior, instituído em 2012 tem influência – avaliou o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel.

Ainda de acordo com o portal G1, no início de 2012, o dólar estava sendo negociado a R$ 1,86, passando para o patamar de R$ 1,90 em maio e acima de R$ 2 em junho. Permaneceu na faixa de R$ 2,03 a R$ 2,04 entre agosto e novembro, mas em dezembro avançou para um patamar acima de R$ 2,10. No fim do ano, porém, fechou em R$ 2,04. Todos os valores têm por base a Ptax (cotação média do dia) do BC.

Analistas do mercado financeiro prevê que o dólar continue acima de R$ 2 neste ano. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, já informou que este valor seria o piso. Entretanto, também não esperam que suba muito mais. Quando o dólar avançou acima de R$ 2,10, no fim do ano passado, o BC atuou para conter o crescimento. A explicação é que o dólar mais alto poderia ter impacto na inflação.

Os gastos dos brasileiros no exterior voltaram a atingir a barreira de US$ 5 bilhões por ano somente em 2006. Desde então, têm apresentado forte crescimento. Em 2007, 2008 e 2009, por exemplo, atingiram, respectivamente, US$ 8,2 bilhões, US$ 10,9 bilhões e US$ 10,8 bilhões, segundo informações do portal G1.