Gasto militar aumenta nos últimos anos em comparação com o investimento social

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 18 de abril de 2012 as 15:04, por: cdb

Membros da organizaçãoGrupo de Apoio Mútuo (GAM) assinalaram que nos últimos anos o gasto militaraumentou, enquanto que o investimento social em temas como educação, saúde edesenvolvimento ambiental não recebe um orçamento importante. Mynor Alvarado,coordenador legal do GAM, destacou que o país ainda não investe seus recursos emproblemas como a desnutrição e o analfabetismo; os recursos devem enfocar-se nasnecessidades da população, indicou.

Alvarado disse que otema de segurança é uma das necessidades da população, mas que durante 15 anos oexército esteve nas ruas e não conseguiu reduzir este fenômeno; valeria ter maisinteligência e planejamento, anotou.

De acordo com ainformação do GAM, em 2012 foram atribuídos ao Ministério da Defesa Q1,654.912.072, alta que vem desde o ano de 2008; em um lapso de 5 anos oorçamento do exército subiu mais de 389 milhões, cifra que o GAM consideraelevada, já que desde a assinatura da paz não se justifica.

Karla Campos, assessorajurídica dessa organização comparou o gasto militar com o investimento social nopaís ao assinalar que se destina três vezes mais orçamento à compra dearmamento que à aquisição de livros de ensino da educação básica.

Na opinião da ONG,investir o dobro do orçamento que atualmente o faz em infraestrutura em saúde em14 departamentos, beneficiaria mais de oito milhões de pessoas, asseguraram osrepresentantes da organização.

O GAM fez um chamadopara que o tema do gasto militar seja colocado sobre a mesa já que consideraque não se pode investir cifras mais baixas em áreas tão importantes como aeducação e a saúde e que os recursos devem dirigir-se a melhorar os níveis devida da população guatemalteca.

A notícia do Cerigua