Garotinho anuncia criação de Batalhão de Vias Especiais Móvel

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 3 de maio de 2003 as 15:21, por: cdb

O secretário de Segurança Pública, Anthony Garotinho, anunciou neste sábado, ao participar do programa Bom Dia Governadora, numa rádio do Rio, a criação do Batalhão de Vias Especiais Móvel, que policiará as principais vias da Capital, entre elas a Avenida Automóvel Clube, incluída na lista pelo próprio Garotinho. As outras vias são as Avenidas Brasil, das Américas e Linha Amarela.

O Grupamento Tático Móvel (Getam) também está na mira do secretário, que deverá reestruturar essa unidade.

– Vamos montar 20 equipes do Getam para atuar em pontos específicos do Estado como Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Santa Cruz, Campo Grande, São João de Meriti, Belford Roxo, Bangu, Penha, enfim, vamos fazer um grande trabalho, já estabelecendo prazos para a volta do Getam -, informou o secretário de segurança.

Segundo Garotinho, o objetivo da secretaria de Segurança Pública é investir nos serviços de inteligência das polícias militar e civil. Para isso, está testando o policiamento feito por câmeras de vídeo instaladas em helicópteros.

– Fizemos um contrato experimental de um mês com uma empresa, que vai bancar os custos dessa operação. Teremos quatro helicópteros, um com transmissão instantânea, e três mapeando áreas de difícil acesso. Investimos nisso para que a polícia, quando fizer uma operação, atue com a eficiência de ontem na Maré -, explicou.

A secretaria de Segurança Pública não pretende atuar sozinha no combate ao crime. Uma parceria com a secretaria de Administração Penitenciária prevê a ocupação dos presos em atividades como marcenaria e confecção de roupas. Sobre o sistema de trabalho para os presos, Garotinho fez questão de esclarecer que não pretende “humilhar ninguém”.

– Quero que os presos cumpram suas penas de forma que isso não fique oneroso ao Estado – disse Garotinho.

O secretário também falou sobre a conduta dos policiais. Ele disse que não irá tolerar corrupção na polícia e mandou um recado:

– O policial que faz coisa errada é tão bandido quanto o bandido. Já avisei a todos que não vou tolerar nenhuma atuação errada. Não vamos admitir sociedade de polícia com criminoso -, ressaltou.

A população também terá papel fundamental no combate ao crime. O Disque-Denúncia, segundo o secretário, é uma das armas mais importantes da Secretaria de Segurança Pública.