Garibaldi vê dificuldades para reunir líderes antes do fim do recesso parlamentar

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 22 de janeiro de 2008 as 17:17, por: cdb

O presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), disse que terá “dificuldades” para reunir os líderes dos partidos antes do fim do recesso parlamentar, com o objetivo de definir prioridades nas votações deste ano na Casa. Na semana passada, Garibaldi havia dito que pretendia reunir os líderes ainda no fim deste mês para tratar do assunto.

Para o presidente do Senado, no entanto, os trabalhos legislativos não serão prejudicados se a reunião não for realizada.

— O meu compromisso é baseado no início dos trabalhos. Apenas queria fazer uma reunião prévia antes, mas vamos ter alguma dificuldade em reunir os líderes —, disse.

Garibaldi Alves Filho veio a Brasília esta semana para acompanhar na segunda-feira a posse do novo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Para o presidente do Senado, Lobão estava “muito seguro, muito tranqüilo”.

Garibaldi ainda comentou o discurso de posse do ministro e respondeu às críticas de que Lobão iria assumir mesmo com a resistência da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

— O discurso dele não foi com relação à ministra, mas com relação àqueles que falam pela ministra. Outras pessoas ficam falando pela ministra, dizendo que ela está contrariada. Diante disso, ele não disse em função da ministra, mas em função do que dizem pela ministra —, avaliou o presidente do Senado.