Gama arranca empate do São Paulo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de março de 2003 as 23:57, por: cdb

Após estar vencendo o Gama por 2 x 0, nesta quarta-feira, no estádio Mané Garrincha, o São Paulo cedeu o empate em partida válida pela segunda fase da Copa do Brasil.

Com esse resultado, a equipe comandada por Oswaldo de Oliveira precisa de um empate até por um gol no segundo jogo, dia 2 de abril, no Morumbi, para avançar à terceira fase da competição. Se o placar repetir, a vaga será decidida nos pênaltis.

O empate complicada ainda mais a situação do treinador dentro do clube. Após perder para o Corinthians na final do estadual, o elenco são-paulino foi muito criticado, principalmente o setor defensivo, e o treinador continua ameaçado de demissão.

Reinaldo e Júlio Baptista fizeram os gols do São Paulo. Gustavo Nery, contra, e Leonardo Manzi para o Gama.

Com desfalques importantes – Rogério Ceni, Kaká, Leonardo e Maldonado -, o São Paulo começou o jogo errando muitos passes. O Gama se aproveitou e foi ao ataque. Logo aos 4min, Gustavinho cruzou bola da direita e Leonardo Manzi, livre na área, cabeceou forte. Roger fez excelente defesa.

O time da casa, que parecia jogar fora pelo fato da torcida ser maior do Tricolor Paulista no Mané Garrincha, acabou se empolgado e passou a ceder espaços aos são-paulinos. A equipe comandada por Oswaldo de Oliveira partia em rápidos contra-ataques e preocupava o goleiro Júlio César.

Para deter o ataque paulista, o Gama cometia algumas faltas. Em uma delas, aos 15min, o São Paulo quase abriu o placar. Sem Rogério Ceni, cobrador oficial, Ricardinho assumiu essa responsabilidade e cobrou falta perigosa à esquerda do gol do alviverde.

O jogo estava aberto e as oportunidades eram criadas pelos dois times. Aos 21min, Reinaldo foi desarmado por Nen, que já lançou Leonardo Manzi em velocidade. O atacante avançou até à entrada da área e chutou forte para fora. Dois minutos depois, Rochinha arriscou de fora da área e assustou Roger.

O Gama tomou novamente o controle da partida e quase marcou o primeiro gol aos 33min. Leonardo Manzi soltou uma bomba de pé esquerdo da intermediária. Roger não conseguiu segurar no primeiro lance, mas no rebote salvou chute do atacante Luciano Fonseca.

A pressão do alviverde era grande e Roger começava a salvar o São Paulo, que só descia nos contra-ataques. Aos 41min, Rochinha perdeu boa oportunidade de abrir o placar. O lateral recebeu livre na esquerda e acertou um belo chute. A bola desviou na defesa e o goleiro são-paulino espalmou para escanteio.

Apesar de ser dominado, o São Paulo conseguiu abrir o placar no final do primeiro tempo. Depois de duas chances incríveis perdidas por Marco Antônio e Luís Fabiano, Reinaldo tabelou com Júlio Baptista e recebeu dentro da área. O atacante tirou dois zagueiros do lance e fuzilou o goleiro Júlio César.

Em vantagem, o Tricolor Paulista voltou para o segundo tempo tentando administrar o resultado. O Gama continuou no ataque e quase empatou aos 7min. Gustavinho cobrou escanteio na esquerda e Goeber, livre de marcação, cabeceou. Roger fez outra excelente defesa.

A postura ofensiva acabou sendo punida. Aos 16min, Reinaldo aproveitou espaço deixado pela defesa e sofreu falta de Adelmo na entrada da área. Júlio Baptista cobrou, a bola desviou no zagueiro Nen que estava na barreira e entrou no meio do gol. Júlio César se encaminhava para o lado direito.

Apesar de assustado por estar ficando próximo da eliminação, o alviverde de Brasília conseguiu diminuir cinco minutos depois. Rodriguinho fez boa jogada individual pelo lado esquerdo e cruzou para a área. Gustavo Nery tentou cortar e colocou dentro do gol de Roger.

O São Paulo ainda perdeu algumas chances de se classificar de forma antecipada e no final da partida sofreu o gol de empate. Aos 39min, Diego lançou Leonardo Manzi livre na frente de Roger. O atacante teve tranqüilidade e só tocou na saída do goleiro.

GAMA 2 x 2 SÃO PAULO

Gama
Júlio César; Gustavinho, Nen, Emerson e Rochinha; Goeber, Adelmo (Diego) Wesley e Rodriguinho;